Pecan pie

Pecan pieDesde o dia primeiro deste ano, vivo em esquema de quarentena por conta da conjuntivite. Já são quase 15 dias enfurnados em casa. Certamente as minhas resoluções de começo de ano, foram repensadas à exaustão neste período: preciso me cuidar melhor, nutrir o meu sistema imunológico, fazer um bendito óculos atualizado {cumprido!}, ser menos displicente com papeladas e principalmente: aproveitar cada minuto do meu corpo sadio. No total, foram trinta chibatadas, mas tudo em prol a uma pessoa melhor e mais feliz.

A tendência humana nesses momentos de clausura, é o de frustração e uma pontinha depressiva-bucólica-entediada. Realmente, adoecer em uma época de descanso e diversão soou como tortura para mim. Mas há malas que vão para Belém. Coincidentemente neste período, conheci um projeto adorável, simples e muito válido nos dias de hoje chamado #100happydays.

Antes de mais nada, isto não é um publieditorial. Hárara…

O desafio:
100 happy days

Gostei deste desafio, principalmente depois de ter lido que 71% das pessoas não conseguem completá-lo. Isso me intrigou…e muito. No mundo cibernético e maluco de hoje, não somos capazes de reconhecer um instante de felicidade e uma oportunidade de auto-conhecimento, mas perdemos horas em redes sociais da vida curtindo a vida alheia, horas lutando contra doces, balas e brigadeiros virtuais e vejo casais mais conectados aos celulares do que com a pessoa que está em sua frente. Algo está errado.

Eu sou uma pessoa aficcionada por celular e internet. Mas vejo que em certos momentos exageramos. Por isso deletei o meu perfil no facebook no ano passado, resmungo com o sr. Chocolatria quando ele insiste em jogar no celular quando esperamos pela comida e resmungo ainda mais com os meus “amigos de vida” quando saímos para um happy hour e vejo alguns isolados em seus celulares.

Eu curto pessoas e cada momento é sagrado.

Se você quiser ver as fotos do desafio e do meu dia-a-dia, acesse o meu instagram!
Pecan pie

Vamos à receita da postagem. Ganhei um saco enorme de pecans preciosas, frescas e deliciosas de minha querida Sissy {ela foi minha estagiária!}. A qualidade das mesmas é indiscutível e rende pecan pies absurdamente deliciosas. A mesma pode ser feita com nozes comuns, que são mais fáceis de se encontrar! Para quem quiser, tenho uma outra versão de torta no blog, feito com essas nozes: a pie de nozes.

Esta torta foi inspirada na tia Martha, mas a base da massa peguei da receita de apple pie.

Ingredientes do shortcrust/base:
2 xicaras de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de açúcar refinado
150 g de manteiga cortada em cubinhos
2-3 colheres (sopa) de água gelada

Modo de Fazer:
Em um processador, junte a farinha o açúcar, a manteiga e bata até virar uma farofa. Enquanto bate, adicione a água gelada até obter uma massa macia. Embale a massa em saco plástico ou filme plástico e leve à geladeira por cerca de 30 minutos. Você pode fazer esta massa com as mãos, se preferir.
Abra a massa com o auxílio de um rolo de macarrão até obter espessura de cerca de 3 mm, em uma superfície levemente enfarinhada. Acomode em uma fôrma de 30 cm de diâmetro e recorte as rebarbas com os dedos. Fure o fundo da massa com um garfo, evitando deste modo que infle. Leve para pré-assar, em forno pré-aquecido a 180oC por cerca de 15 minutos. Reserve.
Pecan pie
Ingredientes do recheio:
4 ovos grandes
1 xícara de maple syrup ou glucose de milho amarela - tipo Karo. Eu tinha a última dose de maple no estoque.
1/3 xícara de açúcar mascavo
1/4 xícara de açúcar refinado
4 colheres (sopa) de manteiga sem salderretida
3 xícara de noz pecan

Modo de fazer:
Toste as nozes em uma frigideira para resgatar a sua crocância e aromas. Deixe esfriar.
Em uma tigela, bata os ovos e adicione o maple/glucose, os açúcares e a manteiga. Misture bem.
Verta esta mistura sobre a massa pré-assada, disponha as nozes e leve ao forno pré-aquecido a 180oC por cerca de 50 minutos ou até que o recheio esteja assado, porém ainda mole em seu interior. Sirva frio.
Pecan pie

Gostou da receita? Me dê um alô!;)

Postado em: Tortas | 1 Comentário (Deixe seu comentário)

Tags: , , , ,

Sopa de sagú, manga e coco

Sopa de sagú, manga e cocoO ano de 2014 foi um ano maluco para muitos. Cheguei sem fôlego e com o corpo aos frangalhos. Toda vez que fico neste estado lastimável, lembro da observação do meu irmão monstrealesco que costuma dizer:

“Vocês são doidos, trabalham demais.”

Realmente. Acredito que não existe povo mais doido, trabalhador, inquieto, emotivo, ambicioso e extremista do que nós, brasileiros. A instabilidade econômica e o alto custo de vida nesta cidade faz com que a gente tente nadar às pressas, sem curtir a paisagem que nos rodeia, na tentativa de pegar uma boa onda. Quando a velocidade desta onda acaba, o que fazemos? Boiamos e descansamos? Nunca! Começamos a nadar desesperadamente em busca de uma nova, desta vez maior.

E é nessa época, entre a festança e comilança infindáveis e a busca de novas ondas, que existe um gap de lezeira que possibilita aproveitar um pouquinho de nosso verão.

Para mim, aproveitar a cidade na sua melhor época é sinônimo de mil e um programinhas gostosinhos, desbravando novos estabelecimentos, cafés, cheiros e sabores. No entando, fui acometida por uma sigñora conjuntivite, desde o dia primeiro de 2015. Então, só me resta ficar de molho, pingar colírio de hora em hora, tirar a poeira deste blog {quantas saudades!!!} e lhes desejar no melhor estilo Rock Balboa:

Adriaaaaaaannnnnnn…..*

Oops, digo… FELIZ ANO NOVO… FELIZ 2015!

*Suponho que já tenha assistido Rock!
Sopa de sagú, manga e cocoSopa de sagú, manga e coco

Ingredientes:
250g de sagú cozido
1 vidro de leite de coco
1 lata de leite condensado
2 medidas da lata de leite – usei o semidesnatado
1 lata de creme de leite – usei o light
20 bagos de cardamomo – opcional
100g de flocos de coco – usei o fresco, mas pode ser desidratado
1 manga madura cortada em cubinhos
raspa de 1 limão tahiti
1/4 a 1/2 xícara de açúcar – a gosto
Sopa de sagú, manga e cocoModo de Fazer:
Cozinhe o sagú. Reserve.
Em uma panela, junte todos os leites e os bagos de cardamomo socados e leve para ferver. Desligue o fogo e deixe o cardamomo em infusão até esfriar. Só então, descarte os bagos.
Junte o sagú cozido, as rapas de limão, o coco e a manga em cubinhos. Conserve na geladeira até o momento de servir.

Este é um ponto de sobremesa líquida, para servir como uma sopa doce e fria nos dias de verão!:)

Enjoy!
xoxo,
Simone

Postado em: Sobremesas | 1 Comentário (Deixe seu comentário)

Tags: , , , , , , , ,

Torta de brie com damasco

Torta de brie com damascoAs melhores e as piores coisas da vida são pessoas. Algumas são capazes de me enervar a ponto de me tirar noites de sono. Outras me fazem flutuar como se fosse um elefantinho cor de rosa nadando no mar.

Existe uma sinergia muito interessante na casa Chocolatria. É um entra e sai de pessoas constante. Durante a semana, existe uma correria natural de aulas e produção de encomendas e aos sábados, um lufa-lufa danado por conta da arrumação, produção, entregas e atendimento de nossa lojinha.

Oh boy… em certos momentos, não sei nem responder o meu nome ao certo, nem em que ano estamos. Mas devo confessar que sou uma afortunada. Sortuda por ter esse combustível de energia infindável vindo de pessoas fantásticas que me rodeiam. Sortuda por trabalhar em algo que amo e com possibilidades de crescimento ad infinitum. Muitos pesares e perrengues de vida me atazanam vez ou outra, mas felizmente tenho este equilíbrio que me faz acreditar em um futuro feliz.

BE POSITIVE!

Seja positivo, pois não existe nada mais chato do que pessoas retrógradas, invejosas ou com mania de aconselhar sem permissão. Viva a sua vida, siga os seus ideais e faça por favor esta torta de brie com damasco ♡

Esta torta foi feita no dia da loja Chocolatria e oferecida àqueles que passaram por ali. Ficou com um equilíbrio perfeito de doçura, leveza, a presença sofisticada do brie… um luxo. Não sobrou um pedacinho para contar história.

Base da torta:
240g farinha de castanha de cajú – pode ser de amendoim, de amêndoas…
50g de açúcar
100g de manteiga
Aproximadamente 50g de farinha para dar ponto

Como fazer: corte a manteiga em quadradinhos. Junte todos os ingredientes, com exceção da farinha de trigo. Desfaça a manteiga com o calor das mãos até obter uma massa homogênea. Como é uma massa gordurosa, acrescentei farinha até não grudar nas mãos. Espalhe sobre uma forma de fundo falso tipo “quilhe”, de cerca de 23 cms de diâmetro. Perfure toda a superfície da massa com um garfo e leve para assar em forno pré-aquecido a 180oC até dourar. Ela vai estufar. Logo depois que sair do forno, vc pode modelá-la com uma espátula para um formato mais bonito de base. Deixe esfriar por completo para só então rechear.

Geléia de damasco:
250g de damasco
200g de açúcar
200g de água filtrada
Raspas de 1 limão
Suco de meio limão

Como fazer: pique finamente o damasco. Coloque o damasco, o açúcar e a água filtrada em um processador e bata até chegar na consistência de purê desejada. Despeje esta mistura em uma panela e leve ao fogo moderado para apurar e chegar no ponto de geléia. Adicione o suco de limão e raspa de limão. Deixe esfriar por completo para só então utilizar.

Mousse de brie:
135g de brie – utilizei o Ile de France e piquei com casca e tudo para potencializar o sabor
50g açúcar confeiteiro – se não tiver, pode ser o refinado,
200g de creme de leite fresco gelado

Como fazer: coloque o brie picado com o açúcar em uma batedeira e bata até ficar homogêneo. No meu caso, restaram alguns pedacinhos, que no final da conta achei que deu um efeito bacana. Feito este processo, adicione creme de leite fresco gelado e bata até aerar, chegando em um ponto de mousse. Reserve na geladeira até a montagem.

Montagem: Recheie a base de torta assada e fria com a mousse de brie, espalhando em toda a sua extensão. Por cima, despeje a geléia de damasco. Para decorar e adicionar uma textura extra interessante, salpiquei toda a superfície com lâminas de amêndoas.

Tenham um ótimo domingo!!!

Postado em: Teste, {Gulodice do dia} | 7 Comentários (Deixe seu comentário)

Bolo de fubá com banana caramelada

Bolo de fubá e banana carameladaPessoa que só deseja “boa tarde” se almoçou, mesmo se o relógio acusa um horário vespertino e que tem a lúdica sensação de ter ganho um dia, se adormece ao longo do dia.

Esta sou eu.

Hoje foi um domingo que valeu por dois. Estou gripada e me sinto um frango atropelado, de pijama xadrez e com as vias nasais congestionadas. Acordei no horário costumeiro, me alimentei, assisti à TV, vi o céu cinza, funguei e adormeci. Acordei duas horas depois, me alimentei, vi garoa com sol e senti uma necessidade de carinho em forma de bolo. É impressionante como a sensação de ter um bolo assando no forno, melhora o astral da casa e o humor daqueles que aqui circundam. O dia, apesar de nebuloso, frio, doente, parece agora ser mais festivo.

Bolo de Fubá e Banana Caramelada

Ingredientes: baseado aqui

4 bananas nanicas fatiadas na longitudinal
canela em pó a gosto

Para o Caramelo:
1 xícara(chá) de açúcar
1 xícara(chá) de água

Para a Massa:
100 gramas de manteiga sem sal e amolecida
1 xícara(chá) de açúcar
2 gemas
2 claras em neve
1 pitada de sal
3/4 xícara(chá) de farinha de trigo
3/4 xícara(chá) de fubá
1+1/2 xícara(chá) de leite
1/2 colher(sopa) de fermento químico em pó

Modo de preparo:
Para a calda de caramelo, derreta o açúcar em fogo alto até dissolver bem e ficar com um tom escuro (cuidado para não queimar). Abaixe o fogo e adicione a água. Misture bem até formar uma calda com aparência de Karo. Despeje esta calda no fundo de uma assadeira (não vai endurecer, ok?), Por cima, disponha as fatias de bananas e polvilhe canela em pó. A minha assadeira deve ter cerca de 25x20cms.

Massa: bata o açúcar com a manteiga e ovos, até obter uma massa homogênea e clara. Adicione, intercalando: farinha, fubá e leite. Misture o sal e o fermento e por último as claras batidas em ponto de neve.Despeje essa massa na assadeira reservada com o caramelo e as bananas e leve para assar em forno pré-aquecido a (180°C) por aproximadamente 1 hora ou até ficar seco. Desenforme após 10 minutos de descanso.
Bolo de Fubá e Banana Caramelada
Depois de um pedação deste bolo acompanhado de uma xícara fumegante de chá verde me sinto melhor. E mais gorda. E mais feliz… oras bolas… Bom domingo para todos!

obs.: o bolo foi feito em parceria com Divinha!:)

Postado em: Bolos, [No Cafofo] | 1 Comentário (Deixe seu comentário)

“Concurso Cultural Receitas de Família”, Revista Casa e Comida: Crispy de arroz

Crispy de arrozPrecisa-se de pouco para ser feliz.

Acho curiosa a inversão de valores nas gerações que segue. Às vezes tenho a impressão de que quanto mais se tem, mais insatisfeita é a pessoa.

Ruminei este pensamento outro dia, lembrando da minha infância escassa de mimos de valor. Hoje reconheço o esforço de minha mãe em providenciar guloseimas na cozinha que estavam ao nosso alcance, que nos satisfaziam plenamente de espírito a ponto de não cair em comparação com a grama do vizinho. Hoje, no alto dos meus 36 anos e mesmo tendo uma fartura de doces e chocolates ao meu redor, vez ou outra sou acalentada pela gostosa sensação lúdica-saudosista do sabor de infância.

Para mim, em momentos de inquietude, nada me confortaria mais do que um crispy de arroz com açúcar e canela.

A glamurização do doce lhe apetece?Crispy de arrozSão apenas sobras de arroz secos ao sol, às vezes por dias seguidos, até virarem pedrinhas translúcidas esturricadas. Assim, eram fritos por alguns segundos em óleo quente, até estufarem e virarem crocantinhos de arroz. Ainda quentes, eram coroados com uma fina camada de açúcar e canela.

Sensação plena de felicidade.

A porção diminuta, era compartilhada fraternalmente com os meus irmãos. Talvez, este ritual de preparo demorado, aliado a sobras eventuais de arroz, a disposição de minha mãe e a quantidade simbólica da guloseima, fortaleceram ainda mais a lembrança de que esta era sim, meus caros, “o doce” de minha infância.

Apesar da crocância do crispy ser um pouco exagerada e sua aparência rústica, comi um pequeno bowl e morri de amores ao resgatar uma textura até então esquecida pelas minhas papilas. Que belo jeito de começar a semana!

Esta é a minha participação para o concurso cultural de receitas de família, promovido pela revista Casa e Comida. Abaixo, mais informações sobre o concurso. Participe e boa sorte!!!
_____________________________________________________________________________________
Ingredientes e preparo:
Sobras de arroz cozido, secos ao sol ou forno bem baixo (temperatura semelhante a de um suspiro). É inverno e não temos sol para poder fazer este crispy a moda antiga. Sequei uma boa porção de arroz em forno de confecção a 120oC (fornos convencionais: temperatura mínima com porta entreaberta até secar e ficar durinho).

Quando estiver bem seco, você pode fritar em óleo vegetal quente. Rapidamente o arroz flutuará, sinalizando de que a fritura está pronta. Ainda quente, adoce com uma misturinha certeira de açúcar e canela. Na versão desta postagem, acrescentei um pouco de noz moscada para um toque diferenciado.Crispy de arroz_____________________________________________________________________________________
Prêmio Receitas de Família

Sobre o Prêmio Receitas de Família:

São nove categorias:

Aperitivos com queijo Faixa Azul (petiscos, entradas e finger food)
Salada
Massa
Carnes vermelhas
Aves
Peixes e frutos do mar
Comida vegetariana
Bolo
Sobremesa

Os vencedores de todas elas terão suas receitas publicadas na edição de aniversário de Casa e Comida, em outubro, e ganharão um ano de assinatura da revista e livros Receber com Charme. A melhor receita dentre as nove categorias ganhará uma viagem para Salvador, na Bahia.

Como participar:
Mande um e-mail para casaecomida@edglobo.com.br. No assunto coloque “Concurso Cultural Receitas de Família” e especifique a categoria em que se encaixa a sua receita.
- Explique-a, sem esquecer de dar as medidas dos ingredientes, modo de preparo, tempo e rendimento.
- Conte quem é o autor da receita – não são válidas receitas publicadas em livros, revistas, sites ou quaisquer outros veículos de comunicação.
- Escreva resumidamente a história do prato – como foi criado, quando foi feito pela primeira vez, que lembranças ele lhe traz etc.
- Preencha os seus dados pessoais: nome e endereço completos, data de nascimento, e-mail e telefone com DDD.
- Anexe uma foto da receita.
O prazo para o envio do e-mail é até 31 de agosto. Mensagens sem foto ou sem qualquer uma das informações pedidas acima serão desclassificadas.

Postado em: Docinhos, Promoção, Sobremesas | 1 Comentário (Deixe seu comentário)

Bolo de brigadeiro perfeito

Bolo de Brigadeiro Perfeito

Celebrações me fazem feliz. Só assim brecamos os nossos afazeres, rotina atropelada e direcionamos a nossa atenção às coisas que acalmam o nosso coração.

E outro dia foi aniversário de uma querida amiga, parceira de negócios e que alegra muito a minha rotina. Ela é do tipo que esbraveja sem pestanejar, te abraça sem vacilar, esmurra uma pessoa que te chateou… enfim, uma pessoa adorável e que amo muito.

Acredito que ela é uma das pessoas mais loucas por chocolate do planeta Terra. Portanto, não restava dúvidas em relação ao sabor do bolo. Em relação a decoração, imaginei inicialmente placas de chocolate, flores trabalhadas com bico de confeiteiro ou um bolo super colorido. No final das contas, os planos utópicos de decoração foram por água abaixo, mediante a passada express da aniversariante.

Um bolo espatulado com ganache sem grandes pretensões e polvilhado com cacau em pó, mini bexigas enchidos por Divinha e gritos de SURPRESA pela equipe era o que tínhamos para aquele momento. Mas após dois pedaços monstros de bolo devorados com prazer pela aniversariante, a esta altura de bochechas coradas, tive a certeza de que acertamos em cheio e alegramos muito a tarde de nossa amiga.

O bolo ficou com cara de gostoso e o sabor e a textura ficaram fenomenais. Foi um bolo feito em conjunto com as minhas meninas Chocolatria. Infelizmente não deu tempo de tirar fotos do bolo pronto, mediante euforia para os piques e urras de alegria, mas seguem imagens dos pedaços que vieram contar a sua história.
Bolo de Brigadeiro Perfeito

Ingredientes: peguei a base da receita do bolo em um blog americano, mas agora não recordo qual foi!:(

90g de chocolate meio amargo derretido
1+1/2 xícara(chá) de café coado forte, pronto e quente
500g ou 3 xícaras(chá) de açúcar refinado
300g ou 2+1/2 xícara(chá) de farinha de trigo
130g ou 1+1/2 xícara(chá) de cacau em pó
2 colheres(chá) de bicarbonato de sódio
3/4 colher(chá) de fermento em pó
1+1/4 colher(chá) de sal
3 ovos grandes
3/4 xícara(chá) de óleo vegetal
1+1/4 xícara de leite ou creme de leite, misturado a 1/4 xícara(chá) de suco de limão peneirado

Modo de fazer: bolo
Derreta o chocolate em banho-maria ou potência média do microndas. Junte o café quente e misture bem. Reserve.
Peneire em uma tigela os ingredientes secos: farinha de trigo, açúcar, cacau em pó, fermento, bicarbonato de sódio e sal. Reserve.
Bata os ovos até obter uma mistura clara e fofa. Adicione o óleo e adicione alternadamente partes da mistura de leite ou creme de leite azedo, a mistura de chocolate e café e partes da mistura de secos até findar e resultar em uma massa uniforme.
Divida a massa em duas assadeiras redondas, de diâmetro 25 cms e leve para assar por cerca de 25-30 minutos no forno pré-aquecido a 180oC, ou até que esteja assado. Depois de assados e frios, corte no sentido horizontal, para que cada bolo renda duas metades. Monte o bolo, intercalando as camadas de bolo com o recheio abaixo e finalize, decorando com a ganache.

Recheio de brigadeiro:
800g ou 2 latas de leite condensado
600g ou 2 latas de creme de leite
45g de cacau em pó ou 6 colheres (sopa) de chocolate em pó
150g de chocolate meio amargo picado

Modo de Fazer – recheio de brigadeiro:
Em uma panela, coloque o leite condensado, o creme de leite e o cacau ou chocolate em pó e leve ao fogo até obter fervura. Após a fervura, abaixe o fogo, adicione o chocolate picado e cozinhe até obter o ponto de mingau mole. Deixe esfriar completamente.

Para a cobertura: optamos pela ganache, que proporciona um equilíbrio na doçura do doce final
500g de chocolate meio amargo derretido
300g de creme de leite UHT com 25% de gordura

Misture os dois ingredientes com o auxílio de uma espátula, até obter uma ganache lisa e brilhante. Deixe na geladeira até dar uma firmadinha, para que você consiga cobrir o bolo com facilidade. A cobertura foi aplicada com uma colher e alisada com as suas costas.

Para polvilhar:
Cacau em pó

Parabéns, querida amiga!! ♡

Postado em: Bolos, Chocolates | 6 Comentários (Deixe seu comentário)

B-day dos Divinhos

Candy Crush PartyUns bons dias atrás, celebrei os aniversários de Divinha, que completou absurdos 7 anos e o primeiro ano de meu Divinho.

Oh boy… como o tempo passa.

Depois dos 30, o tempo é fugaz. E de certa forma, desesperador. O dia parece mais curto, o ano passa correndo, as crianças crescem como muffins e o corpo começa a dar sinais de desgaste. O rosto ao acordar nem de longe lembra a cara de boto de anos atrás.

Mon Dieu.

Por inúmeros motivos, passo por uma revolução pessoal. Mudei drásticamente a minha alimentação, estou mexendo o meu fat ass e angariando mais tempo de qualidade em cada esquina. Faxina de corpo e mente define.Candy Crush partyA saída do meu perfil social no facebook soou como morte para alguns {hárara…} Mas, sinceramente? Sou uma pessoa que curte piadas contadas e não compartilhadas, que se emociona com histórias de vida de conhecidos e não com vídeos de autores desconhecidos e que curte conhecer pessoas coloridas e abraçáveis, como faço toda semana. E isto já me basta, já me envolve, cativa e também me consome o suficiente.

Obrigada, queridos leitores pelo respeito ao meu blog e a irregularidade de postagens de sua autora. Retribuo este respeito seguindo uma premissa de postar apenas coisas boas, doces, otimistas, progressistas, pensadas e escritas com carinho. Após 7 anos de altos e baixos, zilhões de calorias postadas e muitos textos escritos, hoje somos mais de 50 mil seguidores.

Somos nozes!!!

Sem mais delongas, seguem mais fotos da festinha! {Weee…}
Candy Crush PartySuportes coloridos e baleiros recheados de guloseimas!Na última hora, resolvi desenhar os motivos do painel do fundo, mandei imprimir e com a ajuda de minha parceirona de aventuras {minha prima Akemi} recortamos e colamos em placas de isopor. O improvável deu certo. Ficou muito bacana e vistoso!:D

Abaixo, o brigadeiro {um dos elementos principais do jogo}, também teve a sua vez na festinha!Candy Crush partyO tema de festa Candy Crush {um jogo de aplicativo de celular, febre entre os maníacos de smartphone} resultou em uma decoração coloridíssima, divertida, lúdica e fotogênica.

Com o sempre apoio de minhas amigas e parceiras Juliana Cussiol {pratos, cúpulas e baleiros}, Marianne Mallemont {bolo delicioso e lindo!!} e Susana Fujita {o negócio dela é convite, mas as tags personalizadas foram um afago de amiga}, montamos uma festinha para criança nenhuma botar defeito.

Queridas, obrigada de coração.
Candy Crush party Diamantes com acabamento de veludo de chocolate pink.

Candy Crush party Bombons de caramelo salgado preto e pink.
Candy Crush Party…….. Garrafinhas de suco com uma rodelinha de jujuba como decoração……..

Candy Crush party…………..….………Cupcakes Chocolatria, com estilo retrô.……..……..…….……

Candy Crush Party… e baleiros com muitas jujubas e doces.

Espero que tenham gostado!:D
Um grande abraço,
Simone Izumi

Postado em: Festas, [No Cafofo] | 17 Comentários (Deixe seu comentário)